Já dizia minha avó: pedra que rola, não cria lôdo…

O ano mal começou e eu já recebi um convite, desses bem inusitados, para uma empresa de marketing multinivel. Feito, digamos, por um distribuidor não tão bem preparado assim. Até ai, tudo bem!

Deixando de lado o fato de que ele sabia que eu já trabalho com uma empresa de MMN, e que, me convidar seria no mínimo perda de tempo, não levo a mal esse tipo de convites.

A propósito, eu resolvi ser autor de um blog sobre marketing multinivel e quem está na chuva é pra se molhar.

O intrigante é que em novembro de 2014 (estamos em janeiro de 2015) esse mesmo sujeito havia me chamado para um outro negócio. Ou seja, ele deveria no mínimo me dar ai uns seis meses de descanso, para só então vir me falar do seu mais novo, ultra, top, revolucionário projeto. rsrsrs

E, mais intrigante ainda, foi seu argumento quando eu toquei nesse assunto: “outra empresa, amigo? Já?” E dei aquela velha risadinha de canto de boca. Não que eu o estivesse julgando, muito menos sendo pretencioso sobre o que ele deveria fazer de sua vida. Afinal, a vida de cada um é de cada um. Eu não tenho nada a ver com isso, mas não me contive…

E, bem humorado como é de costume dos “marketeiros saltadores” (nome científico dos que vivem de galho em galho), sua resposta foi bem à altura do meu sorriso: “Fazer o quê, né Pablão? Ano novo, vida nova, empresa nova…” E, após a resposta evasiva, um breve sorriso maroto. Não fosse o “Pablão”, eu teria rido outra vez, pra acompanhá-lo.

Mas, ao invés disso, novamente uma dessas pérolas populares, que eu sempre ouvia de minha avó, me veio à cabeça. Uma simples frase, mas que pode levá-lo a uma profunda reflexão e mudar radicalmente sua história dentro da indústria do marketing multinível: “Pedra que rola, não cria lodo”.

Pois é, foi isso que chegou em minha cabeça… E divaguei ainda mais, viajando em minha mente enquanto via aquele sujeito, se sentindo o espertão, mas com olhar perdido, de quem, no fundo, tinha a consciência de que não sabia para onde estava indo: “esse é o tipo de pedra que nunca vai virar diamante”, eu pensei comigo mesmo.

Como criar uma organização de sucesso no marketing multinivel

Como sabemos, um diamante é uma pedra que passou por muita pressão e altas temperaturas. E quem chega a diamante é alguém que ficou paradinho, no mesmo lugar, até o calor e a pressão cessarem e, finalmente, o tempo da bonança, do brilho, chegar. Não, uma pedra que sequer cria lodo, jamais chegará a diamante.

Como era sábia minha vovó querida, que toda vez que me via desistir facilmente de alguma coisa, simplesmente porque queria partir pra algo novo, pela ilusão do mais fácil, da novidade, logo vinha com a história da pedra que rola. Isso quando ela não estava irritada e partia logo pra o velho “quem vive de galho em galho, uma hora se estrepa”. A velha era durona!

Então é isso: um novo ano está começando, sim, meu nobre leitor. Mas nem por isso você precisa de novos ares para ter sucesso. Não faça como meu “amigo”, que logo após o “fazer o quê, né Pablão?” veio com a hilária história do “ano novo, empresa nova”, simplesmente porque não tinha uma desculpa que convencesse a si próprio de que não estava abandonando seu negócio puramente pela sua própria impaciência de esperar o sucesso chegar.

O ano é novo, sim. Mas esse não é um novo erro. Como dizem os experts do MMN: “não existem erros novos nesse negócio. O que existe são pessoas novas, cometendo erros antigos”. E desistir quando se estava a apenas alguns centímetros do sucesso é um erro bem antigo, cometido todos os dias pelas pedras que vivem rolando por ai.

Você não precisa de um novo negócio este ano! Talvez o próprio ano seja o que está lhe faltando, para trabalhar no negócio que você já tem. Eu vou ficar aqui na torcida e espero encontrar-lhe, daqui a um ano, numa das “melhores praias do mundo” – com lodo da cabeça aos pés!! 🙂

16 COMENTÁRIOS

  1. Sim sim, bem real, tudo isso, infelizmente encontramos muitas pessoas que querem resultados rápidos e fáceis, aonde em nenhum lugar ela irá encontrar, sendo assim o problema não será a ia empresa e sim a própria pessoa !
    Trabalho com Marketing a 5 anos e posso dizer que quando você foca em seus resultados e cria raiz, tudo é possível, hoje faço um trabalho muito forte pela internet, porque acredito que sempre terão pessoas interessadas espalhada pelo nosso Brasil!

  2. Esse é um problema sério no MMN do Brasil, o que pega é que o Turnover de empresas é crescente, não só por culpa de líderes amadores, mas empresas não incentivam também que a rede tenha retenção, não criam campanhas de fidelização. A questão é que no tradicional, perder um cliente é inadmissível para qualquer empresa, e no MMN é considerado “normal” perder uma pessoa para outra compania. É como se os donos de empresas pouco se importassem com as pessoas que compram seus produtos e são de fato “clientes” do que ela produz, e n”ao ligam que saiam falando mal e queimando. Isso também deveria mudar, mas isso tem que começar se cada um fizer a sua parte e ter crença de que o que escolheu é pra ir até o fim. Muita gente já deve ter cometido esses erros antigos, pensando que a liderança sabia aonde queria chegar, mas a verdade é que foi muito mais por vantagens pessoais do que pensando na rede. Quando enxerguei isso, foi ai que parei de seguir essas pessoas e eu mesmo escolhi o que queria desenvolver e focar naquilo. Steve Jobs já dizia: “Foco é saber dizer não para outras centenas de boas idéias”. É isso aí parabéns pelo artigo.

  3. Ótimo blog, conteúdo top sobre MMN… agradeço por compartilhar suas ideias.
    Acho que muitas pessoas já cometeram erro nesse mercado até aprender realmente o que deveriam fazer, meu maior erro foi falta de organização e querer trabalhar com um método antigo sendo que estamos na era digital, só consegui sair desse erro quando encontrei alguns blogs igual ao seu que nos ajuda com informações de qualidade, e depois de encontrar a ferramenta downlinepress e cara com informações de qualidade e ferramenta top como a downlinepress, não tem como você não chegar a diamante rsrsr. Eu que trabalho com a Hinode, depois que conheci essa ferramenta e comecei a trabalhar pela internet também, em 3 meses peguei duplo diamante.

    Bom só queria agradecer a você pelo ótimo conteúdo do seu blog e dizer para os iniciantes que é possível ter sucesso com MMN sim, mas é necessário trabalhar!

    Abraço e sucesso a todos!

  4. Parabens Pablo por sua iniciativa. Eu tambem gostaria de fazer parte de uma empresa MMN. Pode indicar uma que realmente tenha raizes??

  5. Olá, me Raullison Michel, sou psicólogo e administrador de empresas,

    Trabalho no SEBRAE, já há 5 anos, instituição que apoia o surgimento e o desenvolvimento das micro e pequenas empresas e tem como missão fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional.

    Por trabalhar no SEBRAE tenho acesso a inúmeras oportunidades de negócio diariamente, gostaria de deixar minha sugestão de uma excelente empresa de MMN.

    Um grande abraço
    Raullison Michel

  6. Olá boa tarde! eu sou novo nesse mercado de mmn, andei vendo algumas publicações sua e achei fantasticas pra que gosta deste mercado, tive a sorte de comecar na hinode cosmeticos, e gostaria de ajuda para divulgar meu trabalho. desde ja agradeco

  7. Quais são os erros antigos que pessoas novas mais cometem?

    O blog é tão bom e completo que fica difícil saber de onde começar,

    Qual seriam os primeiros passos para um iniciante. Agradeço e fique com Deus.

  8. há alguns dias atrás estava fazendo uma análise do meu comportamento sobre o MMN e cheguei a mesma conclusão. Estava errando nesse ponto. Hoje analisei, como um todo, algumas empresas e escolhi FOCAR em uma delas. Vi que as pessoas que fazem sucesso em qualquer outra empresa, são pessoas que insistiram em ficar. Portanto, firmei propósito em não me deixar levar por qualquer outro projeto, por mais que seja “o melhor”. Percebi que, não são as empresas, os produtos ou a quantidade de bônus que são “o problema”, mas, as minhas decisões em abandoná-las ou de querer abraçar o mundo com as pernas. Lembrei das palavras ditas pelo Senhor Jesus que não posso servir a dois senhores. Gostei do comentário sobre os diamantes.

  9. Gostei dessa frase: “Você não precisa de um novo negócio este ano! Talvez o próprio ano seja o que está lhe faltando, para trabalhar no negócio que você já tem”

  10. Gostei muito do seu conteúdo. Recebi informações relevantissimas sobre MMN. Segui os seus links e descobri alguns lideres fantásticos. Creio que é assim que se faz negócios. divulgando informações de primeira qualidade. Recomendei até o seu blog na minha pagina e no meu perfil. Se quiser conferir<>. Assinei a sua lista de emails para receber as suas atualizações. Parabéns e sucesso!

  11. O que não faltam são convites indecentes, feitos por pessoas que ao invés de pensarem em trabalhar para construir seus próprios grupos, sonham dia e noite em roubar os grupos que outras pessoas construíram. Essas pessoas não convidam senão pessoas que já fazem MMN, na esperança de que alguém que já é treinado caia em sua rede… Parasitas!! verdadeiras pedras que rolam.

    • Somos felizardos, Vânia, por termos ouvido essas coisas… Eu sou meio metido a durão, mas quase choro enquanto escrevia esse post… Saudades desses conselhos que não voltam mais. Só resta agora fazer valer a pena tudo que nossos avós e pais nos ensinaram.

O QUE VOCÊ ACHOU DESTE TEXTO?

Por favor insira seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui