Iniciando no marketing de rede – II

No primeiro post dessa série abordei sua necessidade de manter-se relaxado. Voltemos, então, ao caso da ansiedade… No início de seu negócio de MMN, se si cobrar muito por resultados, se ficar ansioso, passará uma impressão de nervosismo em seus primeiros contatos. Seu nervosismo ou ansiedade é compreendido da seguinte maneira pelas pessoas: “Ele está com medo de me perder porque deixará de ganhar dinheiro sobre meu trabalho. Ou seja, sou muito importante para o negócio dele e ele precisa de mim.” E aí você já era. Se passar a mensagem de que a pessoa é mais importante do que você, estará subliminarmente dizendo-lhe o seguinte: eu que devo dar-lhe ouvidos e não você a mim.

Seu negócio de MMN não precisa de ninguém além de você

Lembre-se: você não precisa encontrar a pessoa que vai fazer seu negócio ser um sucesso. Você deve ser essa pessoa. Uma boa frase que já ouvi de um grande líder diz o seguinte: “nós só precisamos encontrar quem está a nossa procura”. E é justamente assim. Você pode pensar nesse exato instante, “isso é mais um texto motivacional”, mas na prática as coisas não acontecem para mim. Ou dou a sorte de encontrar um cara que estoure em minha rede ou jamais sairei do lugar, pois não tenho vocação. Dir-lhe-ei o seguinte: se quer tocar um negócio baseado na sorte e não no trabalho é melhor apostar na loteria.

Sabemos que existem pessoas líderes por natureza, sabemos que existem pessoas com o dom da oratória, sabemos que existem vendedores natos, mas o mais importante é que sabemos que no MMN existem casos de sucesso de pessoas com as mais diversas habilidades. Acredite, não é uma questão de dom. Como disse um dos maiores homens de marketing do Brasil: “já vi muitos talentos desperdiçados, mas nunca um esforço que não fosse reconhecido”. Cada um tem seu próprio caminho a seguir, cabe a você encontrar o seu.

No MMN o negócio é seu. Então, desenvolva-o a sua maneira.

início mmnSe não tem o dom de encantar multidões com suas palestras, de vender picolé em dia de chuva, de mobilizar exércitos sob sua liderança, só lhe resta uma coisa: produzir mais que as pessoas abençoadas com esses dons. Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Se não é bom de boca, seja bom de braço. Se não consegue cadastrar todos a quem apresenta, apresente a tantos quantos conseguir. Se não vence pela lábia, vença por esforço. Mas não seja burro. Não saia por aí querendo convencer as pessoas na marra. Desenvolva suas habilidades. Se não é bom numa coisa, foque na que é bom e desenvolva-a ao máximo. Se não consegue recrutar muitas pessoas de uma só vez, aperfeiçoe-se em administrar seu tempo para conseguir apresentar e recrutar ao máximo, uma por uma.

Encontre sua maneira de seguir o sistema

Siga piamente os conselhos de quem já conseguiu e não tente reinventar a roda. Siga o sistema! Mas lembre-se que ninguém é igual a ninguém e que mesmo que histórias se repitam, cada uma tem seus detalhes. Então não tente imitar os outros, não perca tempo tentando seguir um grande líder se você não tem as habilidades dele. Olhe para dentro de si e descubra quais as habilidades que você tem que podem ser úteis ao seu negócio e construa sua própria história.

Encerro o post convidando-o a nos contar o que descobriu em si que fez a diferença em seu empreendimento.

3 COMENTÁRIOS

  1. Amei as informações aqui, e fiquei feliz por ser de segmentos diferentes e sendo assim pode haver parceria e não concorrência, a minha preocupação seria se cadastrando em duas mmn seria legal pela lei

O QUE VOCÊ ACHOU DESTE TEXTO?

Por favor insira seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui