Dia do Consumidor: aprenda diferença entre pirâmide financeira e marketing multinível

No dia 15 de março é comemorado o Dia Internacional do Consumidor, que tem o objetivo de esclarecer os direitos que os cidadãos possuem na compra de produtos e no pagamento de serviços.

Pensando nisso, a data também serve para o esclarecimento de inúmeras dúvidas.

Por acaso, você sabe a diferença entre as pirâmides financeiras e o marketing multinível? Basicamente, as pirâmides são irregulares e o multinível se trata de um sistema de distribuição de serviços e produtos dentro das normas em vigor em todo o Brasil.

Um dos principais casos de pirâmides financeiras nos últimos anos foi a TelexFree, que resultou em prejuízo para milhares de pessoas no país e ainda corre na esfera judicial.

Por isso, é essencial aprender a fazer a distinção entre uma chance de ganhar dinheiro legalmente e de investir seu tempo e capital em algo suspeito.

Cartilha explica diferenças entre as modalidades de negócio

Desta maneira, a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ), em parceria com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), divulgou uma cartilha online explicando as diferenças entre pirâmide financeira e marketing multinível.

Pesquisa diferença entre pirâmide financeira e marketing multinível
Aproveite as informações online para pesquisar diferença entre pirâmide financeira e marketing multinível

De acordo com a publicação, não há nenhuma comercialização real de produto que consiga manter o negócio na pirâmide, isso significa que a venda produtos é irrelevante. O esquema se sustenta apenas com a entrada de novos usuários no empreendimento, o que faz com que o seu crescimento não seja legal.

Já no marketing multinível, também chamado de rede, o revendedor ou representante obtém recompensas pelas mercadorias que vende e pelos participantes que atrai para o segmento de vendas diretas.

Basicamente, o profissional conta com o lucro das suas negociações, uma parcela das vendas dos representantes que convidou e até mesmo com participação nas vendas dos revendedores recrutados por quem ele convidou (3 níveis abaixo).

Conheça fatores para identificar as pirâmides financeiras

Sabe aquele famoso ditado popular: “quando a esmola é demais, o santo desconfia”, este é o ponto de partida para identificar negócios que prometem milhares de reais por dia sem nenhum esforço. Por isso, conheça outras formas de descobrir as pirâmides financeiras.

1 – Rendimento elevado em tempo recorde

Existe a promessa de lucro elevado, geralmente, em tempo recorde. Mas, o usuário não tem muita certeza do que seu papel na negócio.

2 – Pagamento alto para entrada

As pirâmides financeiras costumam exigir o pagamento de um valor alto para a sua entrada.

3 – Participação suspeita nas vendas

O trabalho como revendedor não está totalmente ligado a um esforço real para efetuar a venda de um produto qualquer. O participante até pode desempenhar uma função especifica, só que não tem muito impacto para resultar na venda de um produto ou divulgação de um determinado serviço.

4 – Produtos sem nenhuma importância

Geralmente, as pirâmides financeiras selecionam produtos com um valor de produção irrisório, podendo até ser virtuais, e que não contam com um preço atraente de mercado.

Por isso, sempre pesquise a reputação da empresa antes de se afiliar a qualquer programa de revenda ou similares.

As redes sociais, as plataformas do governo ou de órgãos de fiscalização estão à disposição por telefone, email e chat virtual para esclarecer qualquer dúvida e indicar outras diferenças entre pirâmide financeira e marketing multinível.

1 COMENTÁRIO

O QUE VOCÊ ACHOU DESTE TEXTO?

Por favor insira seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui