Antiga rede de franquias se torna empresa de Marketing Multinível

A empresa Contém 1g, uma das mais tradicionais no mercado de maquiagens do Brasil, tornou-se em março de 2017 uma empresa de Marketing Multinível.

Esta é uma das muitas jogadas feitas pela empresa para tentar sair do vermelho e voltar aos dias de glória, quando chegou a ter mais de 180 franquias e um faturamento de 180 milhões de reais. O novo setor da empresa chama-se Contém 1g Magic e será estruturado por Ednaldo Bispo.

Devendo fornecedores, atrasando entregas e até tentando buscar um comprador, a Contém 1g já havia tentado um modelo mais próximo de empresas como a Natura, que faz venda direta, mas através do intermédio de consultores, estes que estão abaixo dos gerentes.

Como a alternativa anterior não foi certeira, mais uma vez a Contém 1g muda, tornando-se mais ousada e oferecendo maiores oportunidades para seus colaboradores. A mudança pode até ser uma nova oportunidade de crescimento, mas não agradou a todos os franqueados, e afirma-se que 20% deles estão buscando compradores para suas franquias.

Ednaldo Bispo é a peça chave

Para comandar e assessorar o setor, o empresário Rogério Rubini contratou um especialista para o setor de Marketing Multinível, Ednaldo Bispo, este que já trabalhou com o comandante da Contém 1g entre o final dos anos 90 e o início dos 2000.

A ideia é montar um sistema forte e seguro, para que a empresa possa voltar a crescer e que não haja suspeitas de uma formação de um sistema de pirâmide, este que é o grande medo de muitos novos colaboradores.

A aposta técnica em Ednaldo Bispo passa por certa dose de desconfiança, isso porque o novo estruturador da Contém 1g Magic respondeu recentemente pelo departamento de marketing de um possível golpe de pirâmide na empresa BBom.

A defesa de Bispo parte da premissa em que ele entrou na empresa apenas 3 meses depois do início das operações do Ministério Público Federal, tendo respondido ao processo apenas pelo fato de ser executivo de vendas da BBom.

Franquias continuam, mas estão abandonando a Contém 1g

Quanto ao novo sistema de vendas diretas da Contém 1g, Rogério Rubini, para saciar seus franqueados, ofereceu a oportunidade de estar nas cabeças do sistema de Marketing Multinível.

A proposta agradou parte dos colaboradores, porém causou muitas controversas. A empresa de maquiagem já perdeu 50 franquias em seis anos, os lucros reduziram e diversas lojas confirmam o atraso na entrega dos produtos.

Muitos dos franqueados vão aproveitar a oportunidade da mudança para saltar da barca da Contém 1g e rumar para outro negócio, aceitando os prejuízos e vendendo sua parte por valor até menor que o investido inicialmente.

Esse é um momento de muitas mudanças para a Contém 1g e seus envolvidos. A desconfiança ronda as portas da empresa e a esperança está na força do nome da marca em coletar novos consultores para fortalecer as vendas diretas através do Marketing Multinivel.

Só o tempo dirá se a nova empreitada dará certo ou será mais um erro dos muitos feitos pela Contém 1g nos últimos anos.

7 COMENTÁRIOS

  1. Eu dou graças a Deus que aqui onde estou não existem franquias, muitos distribuidores não fizeram as contas, mas cerca de 22% do lucro da rede é comido pelas franquias, e ao meu ver não acrescentam tanto assim, pois as franquias são muito parciais, já que os donos geralmente são Diamantes acima e beneficiam sua rede para ganhar 2x em cima do produto, tem muito por trás disso, e fora a falta de produtos e atendimentos muitas vezes ruins. Conheço inúmeros relatos de quase todas as empresas tradicionais a respeito das franquias e CDs. Prefiro fábricas, onde são funcionários da empresa que fazem a logística ou transportadoras eficientes que entregam rapidamente a baixo custo, e nunca faltam produtos, a rede tem maior lucro e ainda é fabricação própria de verdade. Aqui ainda por cima não existe pontuação o que sustenta ainda mais o crescimento da base. São grandes empresas, como a do artigo a Contem1g, porém precisam rever o sistema de franquias, acredito eu que da pra remunerar melhor a rede.

  2. Bom dia!
    Gostaria de ingressar nesse modelo de negócio, MMN, estando constantemente à procura de informação. No entanto, a escassez de informação sobre alguns pontos, além do fato de não haver uma empresa no meu país direcionada a esse setor, tem-me dificultado o ingresso nessa área.
    Caso possível, agradecia algum tipo de orientação, principalmente, relacionada a uma possível criação de uma estrutura/empresa do ramo no meu país que, como eu afiramara, não possui empresas com esse sistema implementado. Espero, ansiosamente, pela vossa reação.
    Cumprimentos e agradecimentos.

  3. Já tinha lido que os franqueados reamente não gostaram da decisão da c1g ir para o multinivel, mas, já falando de franquias – Hoje a melhor empresa para desenvolver é justamente com o REI DAS FRANQUIAS: Carlos Wizard Martins, com a Aloha!

O QUE VOCÊ ACHOU DESTE TEXTO?

Por favor insira seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui